Aluno da EESC é selecionado para programa global de jovens líderes

Aluno da EESC é selecionado para programa global de jovens líderes

Matheus está entre os 10 brasileiros selecionados em programa internacional para jovens líderes. Foto: Matheus Jacobsen/Arquivo pessoal

O estudante Matheus Jacobsen, do curso de Engenharia Elétrica da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, está entre os 10 brasileiros selecionados para participar do Cargill Global Scholars Program (CGSP), iniciativa internacional que capacita jovens com potencial de liderança no futuro. Por meio de seminários, orientações individuais, estudos de caso, eventos de networking e outras ações, o Programa visa desenvolver habilidades de pensamento crítico nos participantes, além de formar uma rede global de estudiosos e ajudá-los a ser a próxima geração de inovadores do mundo.

O jovem que está no terceiro ano de graduação na EESC conta que se interessou em participar do Programa principalmente pela oportunidade de receber mentorias e trocar experiências com grandes líderes mundiais: “Neste momento da nossa vida surgem mil e uma possibilidades, então as orientações que iremos receber servirão para nos auxiliar a fazer a escolha certa. Eu digo que nós somos a média das cinco pessoas com quem a gente mais convive, por isso que ter a chance de estreitar relações com profissionais que admiramos, que um dia queremos nos tornar, sem dúvida abre caminho para o sucesso”, conta o aluno. 

Embora tenha apenas 21 anos, o estudante já possui diversas experiências com liderança. Ele foi membro da diretoria da Secretaria Acadêmica da Engenharia Elétrica (SA-SEL) da EESC e presidente e diretor de relações externas da Semana de Integração da Engenharia Elétrica (SIEEL), organizada em parceria por alunos da USP e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Atualmente é curador de apresentações culturais da TEDx USP São Carlos;  representante discente do Centro Avançado EESC para Apoio à Inovação (EESCin), onde teve a oportunidade de organizar a SancaThon 2020; e recentemente foi convidado para ser um dos responsáveis pela expansão no Brasil da Josh Talks, plataforma de mídia indiana voltada para atividades de impacto social. 

Cargill Global Scholars Program (CGSP) – Oferecido pela empresa Cargill, em parceria com o Instituto de Educação Internacional (IIE), o CGSP seleciona 10 estudantes de cada país habilitado a concorrer no Programa. São seis no total: Brasil, China, Índia, Rússia, Indonésia e Estados Unidos. 

Para participar, os candidatos devem possuir bom desempenho acadêmico, estudar em áreas de interesse da Cargill e enviar cartas de apresentação pessoal e recomendação. Se forem aprovados nessa etapa, os estudantes devem ainda passar por uma entrevista. Os selecionados recebem uma bolsa de estudos, tutoria mensal de carreira e participam de atividades nacionais e internacionais.

Texto: Henrique Fontes – Assessoria de Comunicação do SEL/USP

 

Mais Informações
Assessoria de Comunicação do SEL/USP
E-mail: comunica.sel@usp.br
Telefone: (16) 9 9727-2257

Curso online sobre projetos e instalação de painéis solares

Curso online sobre projetos e instalação de painéis solares

Especialistas da USP ensinarão como projetar e instalar painéis solares. Foto: Elmer Cari/Arquivo pessoal

O Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP receberá, entre os dias 3 e 28 de agosto, as inscrições para a 5ª edição do Curso Solar Fotovoltaico, iniciativa que ensina profissionais a desenvolverem projetos de painéis solares no computador e a instalar esses sistemas em diferentes ambientes. Nesta edição, o curso será realizado 100% online por meio de transmissões ao vivo. Os interessados podem se inscrever diretamente pelo site do curso.

O curso é dividido em dois módulos. O primeiro deles é o “Introdução a Sistemas Fotovoltaicos, Dimensionamento e Instalação”, que ocorrerá nos dias 11 e 12 de setembro. Os participantes irão aprender sobre o dimensionamento básico do sistema fotovoltaico; a leitura de mapas solarimétricos, que mostram a incidência de radiação em diferentes países; os procedimentos de instalação dos painéis fotovoltaicos; a ligação do sistema no quadro de força; os passos para a configuração na central de monitoramento e até mesmo as etapas para solicitar conexão à concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica. Podem participar engenheiros, arquitetos, estudantes, técnicos, empreendedores e qualquer pessoa interessada em investir no ramo. O valor da inscrição é de R$ 500,00 à vista. Também pode ser paga em duas vezes de R$ 300,00 ou em três vezes de R$ 200,00.

Curso é destinado a profissionais de diversas áreas. Foto: Elmer Cari/Arquivo pessoal

Voltado a profissionais específicos do ramo de engenharia elétrica, o segundo módulo é o “Dimensionamento Avançado de Sistemas Fotovoltaicos Usando PVsyst”que ocorrerá no dia 12 de setembroNele, os interessados aprenderão a projetar sistemas fotovoltaicos em 3D com a utilização do software PVsyst (versão demo), que pode ser baixado neste link. No programa de computador, os participantes irão trabalhar sombreamento, projeção em telhados, lajes, estacionamentos, além de estudarem a viabilidade financeira do sistema proposto. Para participar desse módulo, o valor da inscrição é de R$ R$ 400,00 à vista, mas também pode ser paga em duas vezes de R$ 250,00 ou então em três vezes de R$ 166,70. É preciso que o aluno traga seu notebook com o software instalado, de preferência, a última versão. Uma semana após a realização do segundo módulo, haverá uma monitoria individual de 30 minutos para tirar dúvidas.

Cada curso conta com 100 vagas disponíveis. As aulas serão ministradas online no Anfiteatro Armando Toshio Natsume do SEL pelo professor Elmer Cari, do Departamento, pelo especialista Willy Zulke da EESC, bem como por monitores de graduação e pós-graduação. A programação dos cursos pode ser acessada no seguinte link. 

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL/USP
Com informações do professor Elmer Cari

 

Mais informações
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL)
Celular: (16) 9 9363-4575 (ativo durante o período da pandemia)
E-mail: cursosolar@eesc.usp.br
Site do curso: www.sel.eesc.usp.br/cursosolar/

COVID-19: competição busca soluções para ajudar bares e restaurantes

COVID-19: competição da USP busca soluções para ajudar bares e restaurantes 

Clientes estão proibidos de consumirem no interior de bares e restaurantes durante a pandemia de COVID-19. Foto: Pexels

Em meio à pandemia de COVID-19, um dos setores mais impactados pela necessidade de isolamento social é o de food service, responsável por todo tipo de alimentação fora do lar. Investir na ampliação dos serviços de delivery tem sido uma alternativa imediata adotada por muitos estabelecimentos, mas será que tal medida é suficiente para evitar futuros prejuízos e demissões? Passada a crise gerada pelo novo coronavírus, qual será a melhor estratégia para reerguer e acelerar a recuperação dos empreendimentos afetados?

Para auxiliar pequenas e médias empresas do ramo a enfrentarem esses e outros desafios, a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP e a Cargill realizam, entre os dias 25 de abril e 11 de maio, a 3ª edição da maratona tecnológica SancaThon que, neste ano, desafiará os participantes a desenvolverem, em uma semana, modelos de negócios, produtos, serviços e tecnologias para o food service, considerando os novos comportamentos do consumidor. Realizada anualmente de forma presencial, em 2020 a SancaThon será promovida 100% online e oferecerá mais de 300 vagas. 

Participantes terão uma semana para desenvolver modelos de negócios, produtos, serviços e tecnologias para o food service. Foto: Divulgação/SancaThon

Antes do início da competição, os participantes terão acesso a sessões de conteúdo com diversos especialistas sobre o contexto e necessidades do atual cenário, apontando as principais demandas e dificuldades dos empresários do setor. Durante a maratona, os desafiados contarão ainda com a orientação de mentores das diversas áreas da engenharia, negócios e programação, que os ajudarão a sanar dúvidas para acelerar o desenvolvimento das ideias. A competição é aberta para a participação de jovens desenvolvedores, designers, além de profissionais do ramos de marketing e negócios, que poderão disputá-la em grupos de quatro a seis pessoas, desde que a equipe possua pelo menos um membro com cada habilidade exigida. Gratuitas, as inscrições devem ser feitas até o dia 24 de abril, diretamente pelo site do evento, onde também é possível conferir a programação e o regulamento completo da iniciativa.

Após o término da primeira semana do desafio, as equipes deverão gravar um pitch de cinco minutos para demonstrar a solução criada à banca avaliadora. Entre os critérios adotados para análise dos jurados estão: apresentação; criação de protótipo e sua funcionalidade; diferencial tecnológico; aplicabilidade; criatividade; diferencial de mercado; e continuidade do projeto. Na segunda etapa da competição, que também terá duração de uma semana, até 20 equipes serão selecionadas para receberem R$1.000,00 para aperfeiçoarem suas ideias. 

Ao final do evento, o grupo vencedor receberá um prêmio de R$2.500,00, além de três meses de acesso gratuito à plataforma Alura. Já os vice-campeões, serão agraciados com a quantia de R$1.500,00, enquanto o terceiro colocado será premiado com R$1.000,00. Os três melhores grupos ainda terão a possibilidade de receber apoio financeiro por parte de investidores ou negociar o repasse de propriedade intelectual. Outros prêmios ainda poderão ser anunciados durante a competição. Acompanhe todas as novidades na página do evento no Facebook. 

O grupo vencedor da SancaThon receberá um prêmio de R$2.500,00, além de três meses de acesso gratuito à plataforma Alura. Foto: Divulgação /SancaThon

Cenário preocupante – Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o setor conta atualmente no Brasil com cerca de 6 milhões de trabalhadores. Desses, ao menos 350 mil deverão perder seus empregos durante a crise de COVID-19, mesmo após a assinatura da Medida Provisória nº 936, no último dia 1º de abril, que instituiu uma série de ações para combater as demissões em massa pelo País. 

“O mercado de food service tem sofrido um duro impacto em função da COVID-19, fazendo com que empresas de pequeno e médio portes ligadas ao setor careçam de soluções criativas para sobreviverem e se recuperarem nos períodos durante e pós-crise. A escolha desse tema para a Sancathon 2020 exalta a preocupação e o engajamento da USP e das empresas colaboradoras do evento em superar os problemas sociais e econômicos agravados pela pandemia”, afirma José Carlos de Melo, professor do Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da EESC e um dos colaboradores da iniciativa.

Para o diretor geral da Cargill Foods para América do Sul, Augusto Lemos, a SancaThon será uma oportunidade de estimular a criação de soluções para combater a crise pela qual o setor está passando: “Estamos vivenciando um momento de incertezas, onde teremos que buscar novas alternativas para antigos hábitos e negócios. Para auxiliar pequenas e médias empresas do ramo a enfrentarem esses e outros desafios, junto com a principal universidade do país, queremos trazer ideias e inovação para pensarmos sobre as tendências para o food service”. 

Além da questão do desemprego, outra equação que ainda carece de respostas é sobre uma eventual reformulação do modelo de trabalho de alguns estabelecimentos. De acordo com pesquisa divulgada em 2017 pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), seis em cada 10 restaurantes de pequeno porte no Brasil adotam o sistema de atendimento self-service, prática que está proibida por tempo indeterminado. 

A cada dez restaurantes de pequeno porte no Brasil, seis trabalham com o sistema self-service. Foto: Pexels

“O efeito da pandemia na emoção, valores e comportamento dos indivíduos está gerando uma ambiguidade ímpar, subvertendo desejos e prioridades dos clientes e, consequentemente, afetando estratégias em curso de diversas empresas. A pandemia acelerou a era da digitalização, pois, em poucos dias de isolamento social, floresceram uma série de negócios digitais e observamos empresas gigantescas se reinventando para aderir ao mundo virtual em prazos nunca vistos. A crise do coronavírus está antecipando uma nova arena de negócios, que aos olhos do empreendedor significa oportunidade”, explica Daniel Amaral, professor do Departamento de Engenharia de Produção da EESC e um dos organizadores da SancaThon.

Sobre a competição – A SancaThon é uma maratona de desenvolvimento de tecnologia criada em 2018 pela EESC que fomenta a cultura empreendedora e desperta o desejo dos participantes de desenvolverem projetos inovadores através de uma proposta direcionada, oferecendo mentores e treinamentos para auxiliá-los na elaboração de protótipos e modelos de negócios viáveis. A iniciativa em 2020 é realizada em conjunto pelo Centro Avançado EESC para apoio à Inovação (EESCIn), Cargill, Núcleo de Empreendedorismo da USP São Carlos (NEU-SC) e pela Semana da Integração da Engenharia Elétrica (SIEEL). 

Realizada anualmente de forma presencial, em 2020 a SancaThon será promovida 100% online e oferecerá até 300 vagas. Foto: Henrique Fontes/SEL

“A Engenharia é a arte de identificar problemas, e propor e desenvolver soluções para a preservação e melhoria da qualidade de vida da sociedade. A crise, como a pandemia que vivenciamos, exige, subitamente, novas soluções para problemas desconhecidos. Esse é o momento em que a criatividade humana leva a novas descobertas, inventos e estratégias, a partir do desafio, da aflição e da esperança. A Hackathon proposta, certamente, apresentará novas soluções de interesse imediato” afirma Edson Cezar Wendland, diretor da EESC.

A SancaThon 2020 será realizada em conjunto com parceiros de toda a cadeia do Food Service, como BRF (pelo BRF Hub), Outback, Turn the Table,  Abia, Abrasel, Grupo Alento, Arco Foods, Irmãos Avelino, Galunion, GS&Libbra, FCSI, Mintel, Fispal Food Service, Delivery do Bem, Zygo Tecnologia, Liga Ventures, Weme e Foodtech Hub.

Texto: Henrique Fontes – Assessoria de Comunicação do SEL/USP
Com informações da Assessoria de Comunicação da Cargill

Mais Informações
Assessoria de Comunicação do SEL/USP
E-mail: comunica.sel@usp.br
Telefone: (16) 9 9727-2257
Página do evento no Facebook: https://bit.ly/3cDvu95

 

EESC contrata professor temporário para o SEL

EESC contrata professor temporário para o SEL

A Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP recebe, até o dia 25 de março, as inscrições no processo seletivo para contratação de um docente temporário para o Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL).

O professor escolhido, que terá jornada de 12 horas semanais, deverá ministrar as seguintes disciplinas: Automação; Laboratório de Automação; Laboratório de Controle de Processos Industriais; e Redes de Comunicação Industrial. Os salários são de R$ 1.918,72 caso o contratado possua o título de doutor e R$ 1.371,79 caso o selecionado possua o título de mestre, além de auxílio alimentação no valor de R$ 830,00 e assistência médica.

A contratação será por prazo determinado e vigorará a partir da data do exercício até 31 de dezembro de 2020, com possibilidade de prorrogações, desde que a soma dos períodos não ultrapasse dois anos.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente via internet até às 17 horas do dia 25 de março (horário oficial de Brasília-DF) por meio deste link: https://uspdigital.usp.br/gr/admissao. Para obter mais detalhes sobre prazos, etapas, provas e documentações obrigatórias, acesse o edital completo.

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL/USP

Mais informações
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação
Telefone: (16) 3373-9365
E-mail: departamento.eletrica@eesc.usp.br

 

Ultrassom ajuda na recuperação de fraturas ósseas

Ultrassom ajuda na recuperação de fraturas ósseas

lipus 10 12

O ultrassom é uma onda mecânica com uma frequência superior ao que o ouvido humano consegue ouvir, e tem aplicações em diversas áreas da saúde, principalmente devido à sua praticidade, acessibilidade e por não ter nenhum efeito colateral. Além dos exames de imagem, comuns durante o período da gravidez, o ultrassom tem outra aplicação médica não tão conhecida: ajudar na recuperação de fraturas de ossos. Episódio do podcast Momento Tecnologia conta mais sobre o Low Intensity Pulsed Ultrasound, mais conhecido como Lipus, desenvolvido na Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP.

A tecnologia foi criada nos anos 70 e o equipamento nos anos 80, e desde 1994 a tecnologia tem sido usada em vários países. O tratamento consiste basicamente em induzir estímulo mecânico, pois isso forma campos elétricos que influenciam na formação do tecido ósseo do nosso esqueleto. Isso é o que acontece quando caminhamos, por exemplo, mas o Lipus consegue realizar essa função por meios tecnológicos. O equipamento se difere dos usados em fisioterapia, que utilizam intensidades de ultrassom muito mais elevadas.

Segundo José Marcos Alves, professor do Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da EESC, “a terapia é indicada para o tratamento de fraturas recentes, de fraturas que apresentam atraso no reparo ósseo e de fraturas onde não ocorre formação óssea, em todo o esqueleto, com exceção de fraturas da coluna vertebral, da fae writing a paper ou do crânio”. No Brasil, esse ultrassom foi usado em larga escala nos anos 80 e entre os anos de 2001 e 2013, mas agora depende de uma empresa que escolha representá-lo comercialmente.

Ouça a entrevista com o professor José Marcos Alves:

 

Produção: Jornal da USP
Reportagem e apresentação: André Netto
Edição de Áudio e Sonorização: Guilherme Fiorentini
Imagem: Adaptação de “Exogen Mechanism of Action Brochure”

Mais Informações
Professor José Marcos Alves
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação
Telefone: (16) 3373-9344
E-mail: jma@sc.usp.br

Curso de espanhol – VAGAS ESGOTADAS

VAGAS ESGOTADAS

EESC abre 100 vagas para curso gratuito de espanhol

Foto: Pixabay

O Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP oferecerá um curso inédito e gratuito de espanhol. A atividade, que é voltada para pessoas sem experiência com a língua, conta com 100 vagas disponíveis. Os selecionados serão escolhidos por ordem de inscrição, mas terão prioridade aqueles que comprovarem necessidade de aprender o idioma. As inscrições devem ser feitas de 10 a 12 de março, diretamente pelo Sistema Apolo da USP.

Durante o curso, que é aberto ao público, os participantes trabalharão a parte de escrita, leitura, audição e fala, abordando tópicos como gramática, adjetivos, saudações, entonação, perguntas, descrição de pessoas, argumentações, compras, viagens, diálogos em restaurantes etc. Os participantes que forem aprovados nas avaliações com média mínima de seis (6) e obtiverem pelo menos 75% de frequência, receberão um certificado de conclusão expedido pela USP.

Programada para ser realizada de março a junho, a iniciativa contará com aulas às quartas-feiras, das 19h às 22 horas, no Anfiteatro do Prédio de Laboratórios de Ensino do SEL, que fica próximo à saída do Campus que dá acesso à Rua Miguel Petroni. Todo o conteúdo da atividade será elaborado e ministrado por voluntários que possuem experiência com a língua espanhola.

Promovido pela primeira vez, o curso tem o objetivo de despertar nas pessoas o interesse pela língua e cultura dos países que falam espanhol, oferecendo aos participantes uma base para que eles aprofundem seus conhecimentos em escolas especializadas no futuro, além de ampliar a comunicação e a integração com visitantes estrangeiros que estão free citation generator na Universidade ou no município.

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL/USP

Mais Informações
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da EESC
E-mail: departamento.eletrica@eesc.usp.br
Telefone: (16) 3373-8276

Curso de alemão – VAGAS ESGOTADAS

VAGAS ESGOTADAS 

USP oferece 160 vagas para curso gratuito de alemão

Foto: Pixabay

O Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP promoverá mais uma edição de seu curso gratuito de alemão. As inscrições deverão ser feitas entre os dias 10 e 12 de março, diretamente pelo Sistema Apolo da Universidade. Aberta ao público, a atividade conta com 160 vagas disponíveis.

Dividido em dois módulos, o curso será ministrado por alunos de intercâmbio voluntários que já tiveram experiências com o alemão. Em “Introdução à Língua e Cultura Alemã I, os participantes aprenderão temas básicos como alfabeto, pronúncia, números, pequenos diálogos, formas de se apresentar, entre outros. Já no segundo módulo, nomeado “Introdução à Língua e Cultura Alemã II, os interessados terão conteúdos sobre corpo, saúde, vestuário, profissões, tempo, férias e outros assuntos mais complexos. Para participar do segundo módulo, é necessário ter concluído o primeiro ou ter sido aprovado em avaliação de nivelamento, que será aplicada no primeiro dia de aula.

Programado para ser realizado de março a junho de 2020, o curso terá 12 aulas e incluirá provas. Aqueles que forem aprovados nas avaliações com média mínima de seis (6) e obtiverem pelo menos 75% de frequência, receberão um certificado de conclusão expedido pela USP. As vagas oferecidas serão preenchidas seguindo a ordem de inscrição dos candidatos, mas terão prioridade aqueles que comprovarem necessidade de aprender o idioma.

O primeiro módulo será realizado às quintas-feiras, das 19 às 22 horas; já o segundo, ocorrerá às terças-feiras, no mesmo horário. As aulas acontecerão no Anfiteatro Armando Toshio Natsume do SEL, que fica ao lado do campo de futebol.

Promovido desde 2016, o curso tem o objetivo de despertar no público o interesse pela cultura e o idioma da Alemanha, oferecendo conhecimento básico para que os participantes aprofundem seus estudos em escolas especializadas no futuro. Além disso, o projeto busca fomentar iniciativas de trabalho voluntário, nas quais os alunos compartilham o conhecimento adquirido em suas experiências acadêmicas na Universidade.

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL/USP

Mais Informações
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da EESC
E-mail: departamento.eletrica@eesc.usp.br
Telefone: (16) 3373-8276

Curso de japonês – VAGAS ESGOTADAS

VAGAS ESGOTADAS 

Participe de curso gratuito de japonês na USP

Foto: Pixabay

O Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP receberá, entre os dias 10 e 13 de março, as inscrições para o seu curso gratuito de japonês. A atividade, que é voltada para pessoas sem experiência com a língua asiática, conta com 30 vagas disponíveis. Para participar, os interessados deverão preencher o formulário que está disponível neste link.

Durante o curso, que é aberto ao público, os participantes aprenderão temas como alfabeto, partículas de conexão de frases e conjugação verbal, costumes, saudações e cumprimentos, além de aspectos culturais que envolvem comportamentos próprios da cultura japonesa. Ao todo, serão 10 aulas e uma prova. Os participantes que forem aprovados na avaliação com média mínima de seis (6) e obtiverem pelo menos 75% de frequência, receberão um certificado de conclusão expedido pela USP.

Programada para ser realizada de 20 de março a 19 de junho, a iniciativa terá aulas às sextas-feiras, das 13h30 às 16h50 horas, na sala de seminários do SEL. Todo o conteúdo da atividade será elaborado e ministrado por jovens voluntários que possuem experiência com o japonês.

Com o intuito de despertar no público o interesse pela cultura e o idioma do Japão, o curso proporciona aos participantes um primeiro contato com a língua falada no País.  Além disso, o projeto busca fomentar iniciativas de trabalho voluntário, nas quais os alunos compartilham o conhecimento adquirido em suas vidas.

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL/USP

 

Mais Informações
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da EESC
E-mail: departamento.eletrica@eesc.usp.br
Telefone: (16) 3373-8276

Palestra: processamento de imagens em radiologia e imaginologia odontológica

Palestra: processamento de imagens em radiologia e imaginologia odontológica

As radiografias e a tomografia computadorizada de feixe cônico são os exames complementares mais solicitados em Odontologia. No entanto, existem poucos estudos sobre o impacto de técnicas avançadas de processamento de imagens nesse universo, as quais podem aumentar a qualidade de vida dos pacientes tendo em vista seu vasto campo de aplicações.

Para promover um debate sobre o tema de forma a estimular pesquisadores de ambas as áreas a desenvolver pesquisas em parceria, o Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP realiza, na próxima quinta-feira (5), a palestra “Radiologia e Imaginologia Odontológica no contexto da Pesquisa Científica atual”.

O bate-papo será ministrado pela professora Fernanda Paula Yamamoto Silva, da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Goiás (UFG). A palestrante é doutora em Patologia Bucal e especialista em Radiologia e Imaginologia Odontológica pela USP. A palestra será realizada às 10 horas, no Anfiteatro Armando Toshio Natsume do SEL, com entrada gratuita.

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL/USP
Foto: Marcelo Vieira

 

Mais informações
Professor Marcelo Andrade da Costa Vieira
E-mail: mvieira@sc.usp.br
Telefone: (16) 3373-9353

Exposição: artista usa grafite para desenhar paisagens em miniatura

Exposição: artista usa grafite para desenhar paisagens em miniatura

A exposição “Pequenas Grandes Paisagens”, do artista plástico Raphael Albano, estará em exibição, até dia 18 de março, no Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP. Ao todo, nove desenhos feitos com grafite sobre papel ilustram, em tamanho miniatura, diversos tipos de paisagens, como florestas e montanhas. “Nessas obras, procurei não enxergar linhas, mas apenas manchas que se interligassem”, revela o autor.

Além do pequeno tamanho das imagens, outro destaque da exposição são as molduras utilizadas nos desenhos, que foram construídas de forma 100% artesanal, com estrutura de material reciclado e revestimento de madeira. “O trabalho é criativo, despretensioso e visualmente convidativo”, comenta Rafael Ruiz Zafalon de Paula, curador da exposição, que é aberta ao público e pode ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 8h às 18 horas, nos corredores do bloco 1 do SEL. O Departamento fica na Avenida Trabalhador São-carlense, 400, Parque Arnold Schimidt.

A mostra é realizada no âmbito do Projeto Arte no Caminho, idealizado pelo SEL, com apoio do Centro Cultural do Campus USP São Carlos e da Comissão de Cultura e Extensão Universitária (CCEx) da EESC. “Nós queremos semear a arte em nossos ambientes de estudo e trabalho, expondo diversas obras pelos caminhos que percorremos diariamente, fazendo com que elas despertem novas percepções, conhecimento e prazer na correria do dia a dia”, afirma Rosane Aranda, uma das criadoras do Projeto.

Este evento está no Entreartes, aplicativo gratuito criado pela USP que fornece informações sobre as atividades culturais oferecidas pela Universidade por meio de um QR Code e permite que os usuários acumulem pontos, trocando por brindes ou horas em Atividades Acadêmicas Complementares (AAC).  

 

Texto: Assessoria de Comunicação do SEL
Fotos: Raphael Albano

 

Mais Informações
Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação (SEL)
Telefone: (16) 3373-8740
E-mail: comunica.sel@usp.br